Briza Matsumura é a uma das fundadoras do projeto “elaSTEMpoder”, que disponibiliza um curso para encorajar meninas a tentarem uma carreira em áreas de Ciência e Tecnologia.

O ElaSTEMpoder é um projeto social e sem fins lucrativos que visa empoderar meninas e mulheres nas áreas de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), de modo a reduzir a desigualdade nessas áreas, além de disseminar informações sobre a desigualdade que ainda predomina essas áreas.

Briza Matsumura, é aluna do ensino médio no Colégio Poliedro, de São José dos Campos. Com outros jovens, sentiu necessidade de discutir o papel e o espaço de meninas e mulheres na ciência e na tecnologia. E assim surgiu o projeto “elaSTEMpoder”.

Criado na III Conferência de Protagonismo Juvenil, o projeto trata-se de uma conta no Instagram para falar sobre mulheres inspiradoras e as consequências da desigualdade de gênero.

O projeto é formado por uma equipe de 20 jovens espalhados pelo Brasil, de diferentes áreas e formações. Buscamos alcançar esses objetivos através de duas frentes: primeiro, o curso Empodera, gerando a ” ação ” e mudança que queremos ver acontecer; segundo, a conscientização das pessoas acerca dos problemas e consequências da desigualdade de gênero – por meio das redes sociais e, futuramente, de um website.

No canal no YouTube, eles realizam lives, rodas de conversa e postamos colunas semanais, abordando temáticas como: desigualdade de gênero, contribuições feitas por mulheres em STEM e divulgação científica.

O principal objetivo dessa frente é conscientizar o público dos tópicos que defendemos e mostrar que meninas e mulheres podem sim ser cientistas e ocupar espaços predominados pelo público masculino.

Gostou da matéria?
Lembre de deixar seu comentário aqui

 

 

Siga ela no Instagram @brizamatsumura
Saiba mais sobre o projeto em ElaSTEMpoder
Saiba mais sobre o assunto em Estadão