Foi lançado oficialmente em 26 de abril de 2020, e em pouquíssimo tempo já conquistou o público. É um espaço de integração e troca conduzido por mulheres reais que são as porta-vozes do Luna.

Através do conteúdo disponibilizado e ambiente criado,  promove a empatia e sustenta a real solidariedade feminina. Possibilita quebrar barreiras para vivenciarmos a sororidade.

Tenho certeza que vocês querem saber mais! Então, confiram abaixo a entrevista que realizei com a Barbara sobre esse projeto incrível.

MÃES MUNDO AFORA: O que é o Mulheres de Luna? Quais os pilares (missão/visão)?

Barbara: Mulheres de Luna é um convite para que cada mulher se conheça melhor, se encontre, se redescubra e, quem sabe, renasça. É sempre sobre amor. Auto-amor!

Dando exclusividade ao ‘lugar de fala’ da mulher com objetivo de compartilhar experiências, questões e dúvidas baseadas em quatro elementos que eu, hoje, considero primordiais na vida: autoconhecimento, liberdade, aceitação e convivência.

O projeto tem a missão de agregar e aceitar a pluralidade de cada uma, integrando todas as facetas e fases que nós, mulheres, temos. Somos muitas em uma só e acredito que nada seja tabu para quem encara e respeita todas as fases sem medo. Seja bem-vinda quem vier por bem. O Mulheres de Luna é todo seu!

Como surgiu a ideia de montar esse projeto? Como o Mulheres de Luna pode nos ajudar?

Dadas as circunstâncias do mundo machista em que vivemos, senti a necessidade de ampliar e aproximar as vozes de mulheres com realidades de vida diferentes, reunindo um objetivo em comum: mostrar ao mundo como as mulheres são importantes perante a sociedade, independentemente da raça, forma e crença.

Nós, mulheres, representamos o mundo com nossas expressões e enfrentamos tudo, e é muito importante que façamos isso de mãos dadas, no real sentido de SORORIDADE e foi por isso que resolvi deixar o sofá e fazer o que mais gosto na vida: trabalhar – juntando assim prazer com essa certa necessidade que temos para abrirmos mais caminhos.

Como foi a escolha do nome?

A escolha do nome foi fácil. Luna significa lua em espanhol e num projeto dedicado exclusivamente à mulheres, nada mais pertinente que conectar mulheres com a Lua. O que remete também a todas as nossas fases e versões.

Qual é o formato do Mulheres de Luna?

O projeto engloba um pouco de tudo. Vídeos motivacionais, histórias e experiências, posts informativos e inspiracionais. Na minha eterna confusão criativa, o Mulheres de Luna é um pouco de tudo que vem na minha cabeça. E, claro, todas as ideias são bem-vindas. Atualmente estamos no instagram @mulheresdeluna

Como você escolheu as mulheres para compor o time?

A maioria das meninas já eram minhas amigas, de pouco ou muito tempo, algumas passei a conhecer. A intenção foi de juntar três países com os quais eu tenho uma ligação muito forte: Brasil, Cabo Verde e Portugal. A partir daí, juntei as meninas que acreditavam no propósito do projeto e que embarcariam nessa jornada sem pensar duas vezes. Hoje somos um time muito menor do que no começo, o Mulheres de Luna acabou se adaptando exclusivamente às necessidades que tínhamos.

Qual é o seu maior objetivo com o Mulheres de Luna?

Fazer com que o Mulheres de Luna seja um ‘hub’ de informação, conteúdo e referência para o maior número de mulheres possível.

Quais são os maiores desafios do Mulheres de Luna?

Não posso falar sobre desafios (ainda).  Mulheres de Luna nasceu em  abril de 2020. Porém a maior preocupação que temos é a segurança de criar conteúdo interativo diariamente para todas que nos acompanham no instagram.

Mensagem especial da Barbara para as mulheres

Não fuja de você mesma, siga essa sua voz interior e encontrará o caminho do seu ser.

Busque nas adversidades a motivação para conquistar direitos, sempre valerá a pena.

Gostou da matéria?
Lembre de deixar seu comentário aqui

 

 

Saiba mais sobre o assunto em Mães mundo afora
Para conhecer outras iniciativas lideradas por mulheres acesse Hypeness
Saiba mais sobre os desafios das mulheres no mercado de trabalho em PraValer