Juliana Lohmann pretende lançar no próximo mês o site “Mulher Manifesta”, que reunirá textos de mulheres que passaram por alguma situação de violência. A atriz de 31 anos decidiu criar o projeto após a enxurrada de mensagens que recebeu em julho deste ano, quando revelou um estupro por um diretor de cinema aos 18 anos.

“A gente vai ter não só os relatos, mas também conteúdos produzidos pela advogada Marina Ruzzi, falando sobre os ciclos da violência e a evolução das leis, e textos informativos da psicóloga Maria Migliari. A previsão é que em meados de janeiro esteja no ar. O Mulher Manifesta pode ser um ponto de encontro ou de retorno, no sentido de nós, mulheres, voltarmos para nós mesmas, para nossa potência e para nosso poder”, disse, em entrevista ao portal de Patrícia Kogut.

Juliana disse que recebeu grande apoio ao tornar público os abusos que sofreu, mas também notou críticas à demora que vítimas das violências levam para denunciar. Para ela, isso mostra a “saúde” do machismo: “Ele está vivendo plenamente. Quando a gente bate no sistema, ele não vai ficar tranquilinho. Vai voltar com força”.

A atriz, que em julho também relatou um relacionamento abusivo, já havia dito que queria incentivar outras denúncias através do seu relato.

Gostou da notícia?
Lembre de deixar seu comentário aqui

 

 

Saiba mais sobe o assunto em Universa
Relembre o caso de Juliana Lohmann em Universa
Saiba mais sobre os números de denúncias de estupro no país em MPPR